Páginas

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Mais uma agora: A Bia está com exantema súbito

Ai como mãe sofre, quando não é uma coisa é outra. Após duas semanas com os pequenos resfriados, depois daquelas crises de choro da Livia e dos dentinhos aparecendo em todos. A Bia agora está com este tal de exantema súbido, pois é, ela começou tendo uma febre de 38º e que chegou até 39.4º. No início achavámos que podia ser dos dentes ou da gripe mesmo, mas quando chegou aos 39 fiquei preocupada e ontem a levei a pediatra que olhou a garganta e o ouvido e não tinha nada, pediu uma chapa dos pulmões e só viu um pouquinho de cararro originário da gripe, nada de mais grave, pois nem necessitou medicação específica além de dipirona para baixar a febre, porém ontem no final da tarde notei umas manchinas no pescoço e até na cabeça, achei que era da febre alta que teve. Hoje quando acordou havia muito mais manchinhas, inclusive espelhadas pelo corpo e rosto. Fiquei bem assustada, imaginem mãe de primeira viagem e com mais três para olhar. Liguei logo para a pediatra e expliquei a situação e ela me veio com essa: exantema súbido. Aí meu Deus, o que é isso!Mas ela me acalmou dizendo que não é grave, mas é infectocontagioso, portanto os outros podem pegar, é uma doença viral, benigna que não faz mal nenhum e não tem o que fazer a não ser esperar passar. Difícil né, e se os outros pegarem? Será mais uns três dias de febre e depois as manchinas.
Segue abaixo um pouco do que encontrei na internet, para informa-los:

EXANTEMA SÚBITO

Sinônimos e nomes populares:

roséola infantum, sexta moléstia, febre dos três dias.

O que é?


É uma doença infectocontagiosa que causa febre, de evolução benigna e que afeta crianças de seis a 36 meses.

Como se desenvolve e se adquire?

O exantema súbito é causado por alguns vírus da espécie herpes vírus humano sendo mais freqüente os do tipo 6 e 7.

A transmissão se faz através das secreções orais, em geral de adultos sadios.

Uma vez adquirido o vírus permanece no organismo por toda a vida, embora não cause mais doença, (portador assintomático). O período entre a aquisição do vírus e o surgimento da doença (incubação) varia de 7 a 10 dias.

Como se faz o diagnóstico?

O diagnóstico é essencialmente clínico, sendo baseado na história da doença e no exame clínico do paciente.

O que se sente?

Nos primeiros dias o exame pode ser normal ou levemente alterado, com pequenos gânglios (ínguas) no pescoço e ou na nuca, a garganta pode estar avermelhada e com discreto edema. Com ou sem medicação por volta do terceiro dia surge o exantema eritematoso (pele com lesões avermelhadas levemente elevadas) iniciando no tronco e atingindo posteriormente a face, o pescoço e a raiz das coxas.

A febre cede bruscamente, não retornando. A pele permanece avermelhada por mais dois ou três dias, quando então o eritema desaparece sem deixar marcas.

Como se trata?

A doença é autolimitada e cura-se espontaneamente sem deixar seqüelas. Cerca de 10 a 15% dos pacientes podem apresentar crise convulsiva durante a febre. Por isso raramente é necessário o uso de medicações. Estas se restringem a antitérmicos para a febre.

Como se previne?

Ainda não existe vacina nem medidas preventivas eficazes.

Fonte: Site ABC da saúde

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Competição de bebês chorões...

Notícia: Competição de bebês chorões anima o templo em Tóquio
Portal G1 - Planeta Bizarro

Tava pensando em inscrever alguém aqui de casa... ;)

Tem cada uma, hein...

quarta-feira, 21 de abril de 2010

A turma - Parte 2

Antes de levarmos na benzedeira, só havia uma coisa que fazia a Livia parar de chorar...


video

Para quem não acredita, foi coincidência, para quem acredita, coincidentemente a Livia está dormindo bem melhor de sábado para cá...

Um pouquinho de humor: Para quem disse que o melhor "benzimento" é aquele feito pelos pais, eu concordo, mas como temos muitos filhos para benzer, precisamos reforço extra...

Livia Luzete, você não ficou chateada com meu email, né? ;)

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Quebrante (Parte 2)

Sábado levamos as crianças a uma benzedeira que a vizinha da minha mãe nos indicou e nos levou. Ela os benzeu e disse que estão com quebrante mesmo, indicou dar chá de hortelã, e voltar lá mais uma vez. A Livia acalmou bem a noite, as duas últimas noites acordou chorando uma vez só e dormiu o resto da noite, os demais só não dormiram melhor, pois, estão resfriadinhos, e uma hora é um tossindo outra hora é outro com o narizinho entupido, mas já deu para dormirmos um pouquinho.
Para quem não acredita em benzedeira e está passando por situação semelhante, segundo o que ouvimos de várias pessoas inclusive da pediatra deles, é que pode ser os dentes molares nascendo, os deixa bem chatinhos, podem ter diaréia e até pode dar febre.
Quanto a bagunça do dia a dia continua a mesma. Acho que faz parte da idade em que fazem novas descobertas, novas conquistas e tudo regado a muita farra rsrsrsrs!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

A turma - Parte 1

Obrigado pelos comentários e dicas sobre o post anterior, embora durante a noite estamos perdendo sono e preocupados com o comportamento da Livia, durante o dia, salvo com algumas exceções, até que tem sido calmo e extremamente gratificante.
Atendendo a pedidos, aí vai 1 minuto do nosso dia (da melhor parte do dia :)

video

(Note: A Livia está sempre procurando um colo...)

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Quebrante? Olho gordo?

Gente já não sabemos mais o que fazer para acalmar a Livia, a noite não nos deixa dormir, vez em quando acordo aos gritos e um choro como se estivesse apanhando, damos a chupeta e ficamos perto acariciando ela dorme, mas logo acorda e começa tudo de novo. O papai comprou uma daquelas luizinhas que a gente liga na tomada (pensando que era medo do escuro), não adiantou, deixamos uma mamadeira com suco, ou leite, (pensando que poderia ser fome), ela tomou mas continuou chorando. Os dentes estão saindo, mas não parece ser isso, pois basta ficarmos alí pertinho dela que ela acalma, mas não podemos nem nos mexer que ela percebe e chora de novo, será manhã isso? Estou pensando em levar em uma benzedeira. Ao comentar isso num forum de mamães, fui criticada por umas e apoiada por outras.Durante o dia ela também tem uns ataques de choro, ai, ai já não sei o que fazer.
Os outros estão muito bem, aprontando muito, já aprenderam várias coisas, e ficam imitando nossos gestos e ações.É cansativo, engraçado, estressante, lindo...rsrsrs. Não liguem não, é coisa de mãe mesmo.